Maputo (Canal de Moçambique) ? De algum tempo para cá estão aumentar os números de consumo ilícito de droga em Moçambique. É o director do «GCPCD ? Gabinete Central de Prevenção e Combate a Droga», Alfredo Dimande quem o afirma.

Maputo (Canal de Moçambique) ? De algum tempo para cá estão aumentar os números de consumo ilícito de droga em Moçambique. É o director do «GCPCD ? Gabinete Central de Prevenção e Combate a Droga», Alfredo Dimande quem o afirma.

?Nos últimos tempos Moçambique virou corredor da droga porque diariamente são traficadas e consumidas drogas, abertamente?.

?O País ainda não está preparado para combater o tráfico e consumo ilícito de drogas?, acrescenta o director do GCPCD.

Ainda segundo Alfredo Dimande ?temos consciência que estamos perante uma situação séria de tráfico e consumo ilícito de drogas no País?.

?O tráfico e consumo ilícito de drogas envolve muito dinheiro para o seu combate?.

?Não temos dinheiro e pessoal técnico para combater o tráfico e consumo ilícito de drogas?, conclui Dimande.

?Por vezes ficamos limitados em dar prosseguimento às nossas actividades programadas por causa da insuficiência financeira e de recursos humanos?, acrescentaria Alfredo Dimande.

Quanto a números explica-se: ?Recebemos 10.000,00Mt em tranches para funcionamento de despesas fixas, salários e para plano de actividades que de longe são insuficientes?.

MISAU

Por outro lado a responsável pela área de toxicodependência no Ministério da Saúde, Eugénia Teodoro, secunda Alfredo Dimande e deixa claro o que se está a passar: ?os níveis de tráfico e consumo ilícito de droga estão a aumentar no país?.

Eugenia Teodoro disse também que ?por falta de recursos humanos e financeiros ainda não criámos nenhum serviço de saúde para reabilitar as pessoas toxicodependentes?.

?Estamos a assistir algumas pessoas toxicodependentes no Hospital Psiquiátrico de Infulene por falta de serviço de saúde apropriado?, acrescenta Eugenia Teodoro.

Importa referir aqui que nas cerimónias centrais alusivas ao Dia Mundial do Combate à Droga tiveram lugar na província da Zambézia sob o lema ?não deixe a droga controlar a sua vida, a tua família e a sua comunidade?.

(Conceição Vitorino)